Seja bem vindo ao nosso site

Endereço:

Rua George Hirokki ito, 157 - Sítio Pinheiral. São Roque - SP

A depressão é um transtorno mental que afeta quase 10% da população mundial e caracteriza-se por sentimentos constantes de tristeza profunda, apatia, perda de interesse em atividades antes prazerosas por um período considerável de tempo – no mínimo duas semanas.

A depressão é um distúrbio mental desgosto a atividades, podendo afetar sentimentos, comportamentos, pensamentos, bem-estar, convívio social e profissional. Ela é caraterizada por tristeza profunda, sensação de inutilidade, sensação de solidão, ansiedade, medo de se relacionar com as pessoas, insônia ou fadiga, podendo levar até a sintomas físicos.

Não existe uma causa especifica, podendo ser uma alteração na atividade do circuito neural, mudanças e evento de vida (separação, perda de ente querido, problemas familiares e no trabalho, entre outros), tratamentos médicos que podem causar efeitos colaterais, doenças não psiquiátricas, e síndromes psiquiátricas (transtorno bipolar, transtorno limítrofe, esquizofrenia, entre outros).
O tratamento pode não exigir acompanhamento profissional, mas se prolongada, pode conduzir a um tratamento psicológico ou psiquiátrico, podendo ter inúmeros e diferentes tipos de tratamento, desde sem medicação como também com um ou mais tipo de remédios, denominados antidepressivos.

Os antidepressivos são os principais medicamentos usados para tratar transtornos depressivos, mas também são utilizados para diversas outras doenças (transtorno de ansiedade, transtorno alimentar, distúrbio de sono, epilepsia, mal de Parkinson, entre outros). O medicamento é prescrito por um psiquiatra através de uma avaliação profunda, e geralmente os pacientes não se adaptam aos primeiros medicamentos, que são alterados até ser encontrado o remédio e a dose ideal, além da cominação com outros medicamentos. O remédio e a dose variam de acordo com cada organismo, ambiente e indivíduo. Podem causar efeitos colaterais como insônia, fadiga, enjoos, náuseas e tonturas.

Estima-se que no mundo mais de 300 milhões de pessoas, de todas as idades sofram com esse transtorno, sendo que menos da metade das pessoas no mundo (em muitos países, menos de 10%), recebe tratamento. Os obstáculos a esse tratamento incluem a falta de recurso, falta de profissionais treinados, e o preconceito da sociedade com relação aos transtornos mentais, pois muitos são julgados como “frescura”, drama e má vontade para realizar suas atividades.